top of page

Por Que Micropigmentação em Pele Oleosa Dura Menos? Saiba Mais

Atualizado: 18 de mar. de 2022


Por que será que a Micropigmentação em pele oleosa “dura” menos?


Afinal, essa é a técnica perfeita para deixar as sobrancelhas mais bonitas e destacadas, de forma mais natural possível.


No entanto, muitas leitoras nos perguntaram por que em alguns tipos de pele, a Micropigmentação parece durar menos.


Para responder a esta pergunta e outras objeções, além de oferecer dicas sobre os cuidados necessários com a Micropigmentação em pele oleosa, fizemos este artigo para você!


Confira!


Quem tem pele oleosa pode fazer micropigmentação?


Quem tem pele oleosa pode sim fazer o Microblanding.


O procedimento é feito normalmente, como em qualquer tipo de pele.


O procedimento é realizado com agulha para micropigmentação, e é indicado para corrigir falhas nos pelos, melhorar o contorno e cobrir pigmentos antigos.


Neste caso, o profissional quando é qualificado e possui bastante conhecimento em Microblanding sabe que a micropigmentação pode ser realizada com tebori.


Tebori é uma lâmina que abre a pele para que o pigmento seja depositado.


Tanto a micropigmentação com agulha quanto com tebori geram bons resultados, inclusive na pele mais oleosa.


Quanto tempo dura a micropigmentação em pele oleosa?


A duração da micropigmentação depende muito da pele de cada pessoa.


A pigmentação costuma permanecer na pele de 1 a 2 anos.


Durante esse tempo, retoques podem ser feitos a cada 6 meses.


No entanto, respondendo a pergunta da leitora, se a pele negra for muito oleosa, podemos estimar que poderia durar algo em torno de 4 meses, uma vez que a pele oleosa tende a fixar menos o pigmento.


Dicas de micropigmentação em pele oleosa


De acordo com os nossos professores que ministram o Curso de Micropigmentação em Sobrancelhas na nossa escola, explicam que a pele oleosa aceita muito bem o procedimento de definição das sobrancelhas.


Ou seja, não desanime sua cliente se ela te procurar para realizar o procedimento.


No entanto, nossos professores destacam que a pele quando oleosa, produz muito sebo, e requer alguns cuidados.


Afinal, esse tipo de pele é mais grossa e exige um pouco mais de força manual com a aplicação da agulha para micropigmentação.


Uma vantagem da Micropigmentação em pele oleosa é que este tipo de pele libera bastante linfa, uma secreção que ajuda na cicatrização.


Contudo, esse líquido também pode comprometer a fixação do pigmento na pele.

Por isso, o ideal é fazer a Micropigmentação fio a fio com fios desenhados mais espaçados.


Assim, a cor não fica tão intensa e os fios não perdem a definição.


Cuidados necessários para quem faz micropigmentação na pele oleosa


Nas primeiras três horas após o procedimento, o ideal é não molhar a região da sobrancelha.


No restante do primeiro dia, faça a limpeza da pele aplicando água boricada ou soro fisiológico.


A partir do terceiro dia, utilize um sabonete neutro, 2 vezes por dia para evitar o aparecimento das casquinhas que são comuns em processos de cicatrização.


Nesse sentido também, evite molhar a região com água muito quente que favorece a descamação da pele.


E reserve uma toalha para usar exclusivamente no rosto para não haver risco de contaminação.


Você é um profissional da área, e deseja dominar todas as técnicas do Micropigmentação? Ou mesmo está procurando uma nova carreira ou quer empreender?





9.206 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Les commentaires ont été désactivés.
bottom of page